domingo, 22 de setembro de 2019

A cura do câncer em nossas mãos. Mas, queremos isso?

 Nos últimos 9 meses, o Brasil vem passando por duas coisas que eu já esperava e que tinha certeza das mesmas: 1) A melhora gradativa do cenário econômico brasileiro (empregos, juros, vendas, exportação, etc...) e 2) A forte oposição dos “bezerros desmamados da esquerda” (partidos, políticos, maioria dos artistas, extrema imprensa, empresários corruptos, sindicatos e sindicalistas, militantes, estudantes acéfalos drogaditos, boa parte da igreja católica, pelegos, desinformados massa de manobra, ONGs, banda podre da PF / MPF / STF e demais órgãos públicos federais e estaduais, dominados pelo PT, PMDB e PSDB nos últimos 21 anos anteriores a 2018).

 A melhoria da economia daria certo até mesmo com um macaco ou um peixe no governo / ministérios, pois  bastaria parar de roubar, não deixar que roubassem e parar de emprestar dinheiro a fundo perdido, para a latrina da América Latina e da África (Cuba, Argentina, Venezuela, Nicarágua, Bolívia, várias ditaduras africanas, Eike Batista, JBS...).  Só ao cortar o dinheiro da corrupção ou dos subsídios lesivos aos cofres públicos, o lucro viria (ou o rombo já seria menor). Basta ver o último resultado do BNDES: BNDES - Lucro 1º semestre 2019




 Vencer a eleição contra a esquerda, foi apenas o passo inicial de um longa jornada que pode ou não vir a se concretizar. O câncer que estava no poder não morreria de imediato e sabemos estar ainda muito longe disso! Somente imbecis ou analfabetos políticos acreditam que venceríamos o jogo numa simples eleição, pois os espaços ocupados pela ideologia da esquerda estão desde a associação de moradores do bairro até o STF. 

 Os sinais da força dessa gente, que tudo compra com dinheiro e favores (inclusive bispos, ministros, desembargadores, procuradores, juízes, delegados, empresários, mídia, padres, políticos, estudantes, massa de manobra...) é inegável. 

 Quem não conhece seu inimigo, está fadado a derrota certa numa guerra. E principalmente numa guerra assimétrica, onde usam de todos os meios legais e ilegais para vencer. O bem segue regras, o mal as estraçalha. 

 Segue um vídeo interessante que recebi hoje, que achei muito inteligente, sintetiza o que também penso e é para quem tem a perspicácia de entender a mensagem. Repito: sei que mesmo assim eu receberei comentários dos torcedores de criminosos e de gente desinformada, me atacando, após assistir. 

 A lógica é simples: ou nos unimos e defendemos o novo governo, ou, estamos claramente apoiando a volta do PT e seus asseclas em 2022 ao poder. Luciano Huck e Paulo Hartung (esquerdista de carteirinha, desde os anos 80) estão a pleno vapor na campanha para presidência em 2022. 



 Ou combatemos o câncer com uma quimioterapia radical ou ele nos matará, sabendo que toda quimioterapia tem seus efeitos colaterais - mas, melhores que a doença!

 Quando quem votou em Bolsonaro passa a atacar facilmente qualquer coisa que ele diga, sem se dar ao trabalho de refletir a quem isso interessa ou se ele tem razão no que diz, está ajudando diretamente aos inimigos do país. A covardia dos ataques pelas queimadas (anuais e há décadas!) na Amazônia, muitas delas organizadas (havia grupos de Whatsapp para tal fim) justamente para ajudar a criar factóides contra o governo, tanto no Brasil quanto internacionalmente, mostram o tamanho e a organização do inimigo que enfrentamos. Quando no governo Lula houve recorde de queimadas, onde estavam a França, Alemanha, Rede Globo, ONGs, etc? Simples: mamando na teta e nos favores do governo. A teta secou, a bezerrada está reclamando. Nada além do óbvio.

 As atuais votações dos deputados e senadores, criando pautas bomba e armadilhas para que, depois, os retardados e os petistas cobrem hipocritamente "#vetabolsonaro!" nas redes sociais, são a prova de como está organizada a tentativa de derrubar e desligitimar o atual presidente. E ele ainda ajuda, sem perceber, estes desgraçados em certos momentos ao falar besteiras infantis, como se ainda fosse candidato. PQP! 

 Faço aqui um pergunta simples: Lula e o PT enquanto estavam no poder, mesmo com toda a roubalheira exposta, foram alguma vez atacados pelos seus artistas militantes? Pela imprensa? Pelos partidos satélites? Pelos sindicatos e estudantes? Pela Igreja Católica? Pela ONU? Pelas ONGs? Pelo papa? Pela UNE? Por ministros do STF? Pela mídia, como fazem nos dias atuais?

 Quando Lula disse em vídeo que "Pelotas é cidade polo,  né? Exportadora de viado!", onde estava a militância LGBT que não gritou de imediato: "LULANÃO!", "homofóbico!", onde estava essa gente e a mídia que agora ataca Bolsonaro todos os dias? A dupla moralidade é um nojo.




  Não concordo com tudo que Bolsonaro fala ou faz, foi desnecessário o comentário sobre a esposa (horrível) do Macron esquerdinha. Ela é a cara do Eddie, mascote do Iron Maiden! KKKKKKK... Mas EU POSSO FALAR, não sou presidente. 

 Falta ao nosso atual presidente a "liturgia do cargo" em certos momentos. Um simples comentário no Twitter virou uma campanha de destruição contra si mesmo, era tudo que os vermelinhos queriam - e querem. Não pode dar armas ao inimigo, ele tem que aprender isso mas não sei se mudará. Árvore torta, não se pode mais corrigir. 

 Mas, voltemos ao criminoso presidiário Lula: a esquerda é UNIDA e jamais o ataca, mas a "pseudo-direita" patina na ignorância do jogo político e por isso, perde quase sempre e ganha quase nunca, enquanto mira o alvo nas costas e testa de Bolsonaro. A esquerda é uma seita onde o Deus é Lula, mesmo sendo um bandido e presidiário, e é defendido por sua militância com unhas  e dentes. E agora, por membros do STF (Supremo Tribunal da Fudelância) que eu já sabia, uma hora, iriam pagar os favores a quem lhes empregou e deu poder. 

 Também não quero seita bolsonarista, existem sim os radicais de ambos os lados. Mas não podemos sabotar o atual governo ao entrar no jogo da petralhada et caterva, gente como Collor, Calheiros, Maia, Jucá, Temer, Alcolumbre, CangaCiro entre muitos outros.

 Mas eu olho por outro lado, como o Alessandro falou com categoria no vídeo acima. Eu votei, antes de mais nada, em mim mesmo, no que eu penso, sou conservador e acima de tudo contra corruptos. Bolsonaro foi nossa opção de evitar outro governo comuno-socialista e o fim do Brasil sim, como acabou acontecendo com a vizinha Venezuela. Serei eternamente grato e votaria de novo nele, se as eleições fossem hoje. 

 Mais que eleger um presidente, elegi junto também ministros excelentes. O governo não é apenas o presidente da república. Sinto orgulho ao ver Mandetta, Tarcísio de Freitas, Montezano, Paulo Guedes, Sérgio Moro, Ricardo Salles e Weintraub no atual governo, como muitos outros. Vejam este outro vídeo, o país melhora a olhos vistos para quem quer enxergar:



 Atacar o atual governo é sabotar essas mesmas pessoas, que estão claramente tirando o Brasil do atoleiro em que foi colocado por essa mesma gente corrupta, raivosa e criminosa, que quer atacar e se possível matar Bolsonaro. Já tentaram uma vez e até hoje, não se sabe quem mandou. Eu fico imaginando se fosse Lula a tomar uma facada, qual seria a repercussão e se Bolsonaro dissesse que foi "tudo uma armação do PT". Vocês conseguem fazer este exercício metal? Enxergam a assimetria de repercussão pelo mundo e pela imprensa que tal fala teria, enquanto o presidiário vomita o que quer e muitos batem palmas? 

 Deixo um questionamento a todos vocês, que realmente querem o bem do Brasil e acima de ideologias: vale a pena combater o câncer, tentar a cura real ou é mais fácil ser apenas mais uma "célula cancerosa" nesta doença que corrói e mata brasileiros, todos os dias? De que lado estamos, de verdade? 

 Não durmo com o presidente, não concordo com suas atitudes e falas em certas ocasiões, mas não serei o sabotador de mim mesmo. Bolsonaro é nosso meio para um fim. Caso surjam crimes de sua parte, devem ser apurados e punidos, sim. Lembrem que tivemos antes dois presidentes com "boa oratória e postura" - algo que não se enquadra a Lula na minha opinião, mas cabe bem a Fernando Henrique Cardoso (El Rei da esquerda caviar) - e vimos no que deu. Dilma, a estúpida cuja boca era o final do seu intestino, não conta. É caso psiquiátrico.

 Bolsonaro é bronco, mas sei o que esperar dele. Creio que não mudará de atitude e nem tenho esperança que mude (só um milagre), mas isso não me faz querer derrubar o avião onde estou por não gostar do piloto: prefiro ter a certeza que não gosto de tudo que faz, mas o vôo com ele e sua equipe é seguro e me levará onde quero chegar. 

 Pergunte a si mesmo: sou parte da solução ou do problema? Sou a favor do tratamento ou da doença? Quero a cura do Câncer ou também me comporto, sem perceber, como uma "célula cancerosa"? 

 Pois é exatamente disso que falo e isso que estamos vivendo neste exato momento. Escolham um lado e o defendam, pois o inimigo é extremamente unido, sagaz e tem a ajuda de muitos ignorantes que acham que atacar o governo atual, sem entender as forças que estão em ação, é ajudar o país. Em 2022, simplesmente poderemos votar em outra pessoa de nossa escolha! 

 Por agora, a nova campanha midiática da esquerda diz: "votei em Bolsonaro e estou arrependido". BURROS, MIL VEZES BURROS quem repete e apoia esta fala! Pelo óbvio motivo que você está jogando no colo do inimigo a última chance de um futuro para o Brasil. Porra, você critica por acaso sua mãe, seu pai, seus filhos ou sua esposa / esposo publicamente? Não?? E por que não??? Por que você sabe que todas as pessoas erram, mas desde que não sejam crimes ou erros imperdoáveis, ao criticar as mesmas publicamente, você desnecessariamente as estaria humilhando e desconstruindo sua imagem - e dando força a quem delas não gosta. "Fulano falou mal da própria filha, não deve valer nada a moça..."; assim dirão os opositores felizes com a SUA ajuda. Você validou o discurso deles, automaticamente.

 Se estas pessoas que citei não são importantes a você, é outro papo. Mas na guerra política que vivemos hoje no país, temos que ter inteligência para não pensarmos uma coisa e praticarmos outra. Reclame no privado, mas elogie publicamente.

 Suportamos 21 anos de socialismo praticamente calados, não foi mesmo? Quatro anos de Bolsonaro não nos matará e pelo visto, sairemos muito melhores do que entramos em 2019. A cura do câncer esquerdista está em nossas mãos, mas queremos isso realmente? Façamos, então, a nossa parte.





  EM TEMPO: os cometários de criminosos da seita vermelha estão desabilitados para este post. O pai de vocês está preso, em Curitiba. Fiquem lá, na porta da cadeia da PF chamando por "papai!".

19 comentários:

  1. Meu maior medo é os esquerdinhas tomarem o poder novamente em 2022. Torço muito para que isso não aconteça. Sei que o Bolsonaro tem seus defeitos, fala as vezes o que não deve, porém ainda sim é o melhor que temos por aí.

    ResponderExcluir
  2. Gari, gostaria que Bolsonaro tivesse a cultura do general Heleno, a educação de Sérgio Moro, o conhecimento de economia do Guedes e a coragem de dizer as coisas que ele mesmo já tem, mas dizer do jeito certo e na hora certa. Acertou muito bem no tema da Amazônia, não tiro uma vírgula do que ele ou nosso ministro do meio ambiente disseram. Só preciso que ele não ofusque as coisas boas deste atual governo com eventos esporádicos de sincericídio ou despidos da liturgia do cargo dele. No mais, votei nele para isso mesmo que o governo está fazendo.
    Indicar o Flávio para embaixada americana parece ser outra guerra, até agora. Mas, para quem não sabe, a embaixada brasileira nos EUA era simplesmente um local de apoio público à Lula e ao PT, divulgadora de mentiras e ataques ao atual presidente. Um antro de doentes mentais, não podemos deixar que isso continue. Claro, ele poderia indicar outra pessoa de confiança e evitar o desgaste midiático, mas é muito cabeça dura.

    ResponderExcluir
  3. Eu tô torcendo para que a Kirchner ganhe e arrebente a Argentina, só assim existe a possibilidade da esquerda não voltar a governar a idiocracia brasileira em 2022 por ter uma base comparativa. A Globo tem mais 3 anos para sedimentar a aversão ao Bolsa. Na verdade preferiria outro nome para a direita em 22, mas na atual conjuntura, da até medo de pensar a merda que está se desenhando. Isso sem falar na desaceleração da economia e prováveis bombas que acontecerão na economia internacional por culpa da França, Alemanha e Japão para somar no discurso ignorante dos vermelhinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Argentinos são socialistas, a Venezuela os socorrerá... KKKKK
      Quero que se lasquem, quero é fazer comércio com país que presta. Sei da importância econômica e da proximidade da Argentina, mas temos muitos países para fazer comércio no resto do planeta. Votem Maradona do pó branco para presidente na Argentina! País onde se idolatra futebol, não pode dar certo.

      Excluir
  4. Ricardo Salles é corrupto sim, foi condenado pelo TJ-SP por improbidade num caso típico de corrupção/favorecimento ilícito.

    ResponderExcluir
  5. Salve, Heavy Metal! Faz tempo que não passo aqui... tive que resolver alguns problemas pessoais nesse ínterim. O maior problema para curar o câncer no Brasil é a guerra cultural: a mídia e seus lacaios financiados pelo dinheiro dos globalistas para desmoralizar a sociedade e promover ideologias suicidas. A maior ameaça para o Brasil é o progressismo, quando as bases da família e da sociedade caem, toda a economia entra em decadência.

    Os progressistas precisam ser continuamente atacados e a minha parte eu sempre faço quando posso.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um Petralha me escreveu um post dizendo que se tenho meu patrimônio, devo aos últimos governos socialistas... KKKKKKK, gostou Marcelo? Concordo com seu pensamento, sem tirar um vírgula.

      Haja maconha na cabeça destes lambedores de saco do Lula. É um povo retardado, analfabeto funcional, que não entende porra nenhuma do que lê e ainda tenta ensinar a missa ao padre. No Brasil, bandidos tem torcida organizada.

      Repito, vagabundos vermelhinhos: vocês são apenas as moscas a voar no estrume que é sua seita socialista. Aqui, nunca terão vez nem voz. Petista bom, só os que já morreram ou estão presos. Se Deus quiser, seguiremos uma agenda anti-esquerda em 2022.

      Excluir
    2. Kkkkkkkk Conseguimos nosso patrimônio APESAR das desventuras petralhas no Brasil.

      Excluir
    3. Marcelo, esses caras são tão doentes que acham que o sucesso dos outros se deve ao PT. Primeiro: o PT quebrou o Brasil, segundo: nunca se roubou tanto como eles fizeram, terceiro: não recebi dinheiro do BNDES, como fizeram o Sr. Luciano Huck e outros amigos do poder, quarto: só um jumento acha que o patrimônio de alguém, que não tem esquema com o PT, se deve... ao PT!
      Socializaram meu esforço, meu trabalho como sendo deles. Se esse povo não é doente mental, é de uma canalhice imensurável. Como você disse, APESAR do PT, vencemos financeiramente em Banânia.

      Excluir
  6. Penso como você. Eu votei no Bolsonaro e não me arrependo nenhum pouco não. Eu enxergo todos esses problemas que a gente já sabe dele falar o que não deve e não saber ser diplomático e seguir as regras de conduta.

    Eu nunca fui bolsominion, mas também nunca fui um desses otários que achava que ele seria o candidato perfeito. Votei nele já sabendo que haveria problemas, mas que mesmo assim é sem dúvida a melhor opção.

    Nem sou conservador, sou libertário e defensor de governo pequeno. Ou seja, um candidato religioso e autoritário moral não me representa. Mas para mim também não adiantaria votar no Partido Novo que nem é tão liberal como diz (lembro bem que o João Amoedo reforçava a ideia de que as mulheres sofriam desigualdade e que o estado deveria intervir nas empresas para corrigir isso kkkk entre outras traições com as idéias liberais e libertárias) e que não tem chance nenhuma de ganhar a presidência.

    No entanto, votei no Bolsonaro porque eu sabia que a alternativa eram as esquerdas aliadas das ditaduras da América Latina e das outras parte do mundo e que outro governo de esquerda nos empurrará ainda mais em direção ao colapso econômico. E também por concordar em outras questões como porte de armas e etc.

    Enfim, só crianças tem essa visão super idealista da política. Nós temos que ir com o que funciona na prática. E no momento a única alternativa mais saudável para o país é apoiar o Bolsonaro com todos os problemas. Vou votar nele de novo na próxima eleição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não tiver opção melhor, eu também. Na esquerda, nem na ponta da baioneta!

      Excluir
  7. Ótimo post
    Ouço esquerda e direita em busca do fiel da balança

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidado, a esquerda está há mais de 1 século tentando emplacar Marx... Toda vez que destroem um país, como Cuba, Venezuela, Brasil, eles dizem que “agora vai dar certo, Marx antes foi deturpado”. Quantas vidas perdidas mais precisamos para enxergarem a idiotice que é o socialismo? Engraçado, não vejo nenhum americano fugir pra Cuba, ou um cubano fugir para Venezuela. Por que será? Por que cubanos fogem pros Estados Unidos? Deve ser por que não entenderam Marx! Kkkkkk

      Excluir
  8. Muito bom, HEAVY METAL! Também votei no Bolsonaro para tirar essa esquerda corrupta, sei que a eleição para 2022 será muito difícil, pois rede globo, stf, congresso nacional fará de tudo para Bolsonaro não se reeleger. Mas se a economia crescer, dificilmente ele não ganhará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GI, bem vindo o Blog. Vou te adicionar no Blogroll, se possível me adicione no seu. É o que escrevi no texto: Bolsonaro é um meio para o fim que buscamos, que é tirar a esquerda do poder. Tiveram 22 anos pra melhorar o Brasil e quase ficamos na merda, literalmente, como a vizinha Venezuela. Gostaria que ele mudasse um pouco seu discurso em alguns pontos e evitasse cair em “ cascas de banana” que as vezes ele mesmo joga. Mas eu o conheci de perto, numa oportunidade, vi de cara que é “feito a facão”. Se não roubar, tá ótimo, pois cansei de ladrões educados. Por agora, segue com meu voto e apoio.

      Excluir
  9. HEAVY METAL, você já viu a DANÇA DA TESOURAS NO YOUTUBE, EXCELENTE DOCUMENTÁRIO!

    ResponderExcluir
  10. Votei no Jair Bolsonaro para presidente. Foi uma decisão de última hora, nunca fiz campanha para ele, mas sempre publicamente externei minha opinião de que a volta da esquerda seria um risco para a sociedade brasileira. Eu já conseguia imaginar o Fernando Haddad como presidente apoiando ditaduras socialistas latino-americanas, e implantando, na velocidade da luz, medidas progressistas que visariam à destruição da família. Por isso votei no Jair, não digo que não me arrependo, mas acho ele um homem muito mal-educado, ele não tem a postura de um verdadeiro homem cristão, entretanto, sua equipe é boa o bastante. O ministro da educação não é lá essas coisas, mas só o fato de ter sinalizado para barrar a destruição moral que as universidades públicas sofrem, já é um bom início.

    Eu sou bem cético em relação às várias coisas que os eleitores mais fanáticos dele tipicamente defende. Não tenho, por exemplo, uma devoção cega à religião, ao exército e sei que muitos "pais de família, homens de bem", são bem hipócritas - ama a família mas corre para os braços da amante rs. Mas em uma coisa eu acredito: as sociedades não se desenvolvem com libertinagens. O ocidente chegou no atual estágio de desenvolvimento por meio da base cultural iluminista. A esquerda nunca fez nada de bom, até o smartphone que eles usam para convocar manisfestações veio do capital.

    Enfim, a esquerda é contra o desenvolvimento pessoal e isso já é o bastante.

    ResponderExcluir
  11. Caro Anon,

    Vejo que você é uma pessoa simples, mas sincera e coerente. Fanáticos existem em todo lugar e isso eu também não sou e não apoio. Radicalismo é um perigo, basta ver os petistas e os muçulmanos. Pra essa gente, a verdade não interessa, somente o que “Allah” ou “Mula de 9 dedos” falam ou mandam fazer.

    Temos também muitos corruptos fora do PT, mas ao menos não tentam nos doutrinar com suas bizarrices (se contentam em roubar nossa grana, ma não nossa mente). Quanto a ser educado, nunca foi o perfil dele... isso não é novidade agora. Votei consciente disso. Mas como você mesmo falou, o ministério que montou é muito bom e isso é muito positivo. O governo não é ele sozinho.

    Por outro lado, o congresso está ferrando o Brasil e tentando matar a Lava Jato. E morro de rir com os imbecis que cobram DELE que faça alguma coisa. PQP, como???? Ele não é imperador, é presidente e o congresso é INDEPENDENTE. Cobrem dos senadores e deputados!

    Quanto a religião, sou cristão criado na Igreja Católica, mas deixei de ir à igreja há mais de 20 anos quando vi o rumo político parcial que tomou no Brasil e no mundo. Fora isso, questiono celibato e outras coisas mais. Hoje, tenho fé mas não brigo por religião. Mas por outro lado, numa visão do bem comum, prefiro um país cristão que um país socialista. A religião, de certa forma, cobra alguma moralidade e respeito ao próximo e é melhor inaugurar uma igreja nova que mais um presídio aberto. Quem lá vai, vai por livre e espontânea vontade. Claro, lembrando que dentro e fora da religião temos os hipócritas, como você citou no seu texto (pregam uma coisa e fazem outra): isso é inerente ao ser humano.

    E finalizando, suas palavras finais foram certeiras. A esquerda é a favor de dividir o que é dos outros para si mesma, tornar todos igualmente pobres enquanto a cúpula é milionária. No capitalismo, você pode nascer pobre e morrer rico; no socialismo, só ficará rico roubando e dividindo com os que comandam o esquema podre.

    Voto por um país melhor e em 2022 terei a liberdade de escolher quem eu quiser para presidente. Se o PT tivesse ganhado de novo, esqueça! Isso aqui iria acabar e esses canalhas jamais sairiam do poder de novo. O único lugar que socialismo funciona e no presídio.

    ResponderExcluir

Conto com a boa educação e colaboração de todos! Comentários ofensivos não serão publicados. Aqui, compartilhamos uma jornada rumo à independência financeira.