terça-feira, 15 de outubro de 2019

Manual do Futuro Milionário: o que aprendi todos estes anos.

 Em 2007, quando decidi que seria um dia rico, que teria minha independência financeira e que de alguma forma, poderia trabalhar menos ou até parar de trabalhar, uma semente foi plantada no fundo da minha alma. 

 Lembro que na ocasião, os inúmeros e difíceis problemas financeiros que meus pais passaram e passavam até então, a falta de qualquer controle do dinheiro muito me incomodava e entristecia, mas serviu de incentivo, de combustível. Decidi que nunca iria passar por isso, nem minha esposa ou meus filhos. 

 Sou eternamente grato aos meus pais pela educação que me deram, sempre o melhor ao alcance deles e a qual me trouxe até aqui. Sou grato também a um advogado tributarista, hoje meu amigo, por ter me orientado a quitar as dívidas em meu nome, como sócio único da empresa dos meus pais - inclusive, me ajudou a fazer um REFIS em 1999 e que quitei o mais rápido possível. 

 Comecei minha vida profissional endividado até o pescoço, prestes a casar e sem ter casa... Inclusive, tinha também uma dívida trabalhista que só descobri em 2004, após o bloqueio judicial de minha conta no Banco do Brasil. O antigo gerente é um grande amigo meu hoje,  já aposentado, me orientou na ocasião (ele era advogado também) e consegui pagar diretamente e de forma legal a dívida a ex-funcionária, na Justiça do Trabalho, por 1/5 do valor que já estava bloqueado. Como todos sabem, "Pai Rico, Pai Pobre" (que ironia...) foi meu primeiro contato com o mundo das finanças, investimentos e da aposentadoria "precoce" ou uma semi-aposentadoria. Nunca pensei numa "FIRE" por completo, pois gosto do que faço. 

 Entre 2015 e Março de 2016, perdi muito dinheiro ao vender Eletropaulo, Petrobrás e Vale com enorme prejuízo (+- uns 600k pelo que calculei hoje), se tivesse ficado quieto, estaria num bom lucro hoje. É caindo que a gente aprende a se levantar e seguir em frente. Não me matou, me fortaleceu. Tudo que passei, teve seu aprendizado. Postarei aqui o que faria se pudesse voltar a 2007, o tempo trás o amadurecimento e o conhecimento a quem aprende a "aprender", a não querer mudar os fatos, mas sim a tentar entendê-los. Não existe receita pronta, não existe mágica, mas existe sim um caminho se você quiser se dedicar a ele. E sei que o aprendizado é contínuo, continuarei a aprender sempre.

 “A educação formal vai fazer você ganhar a vida. A auto-educação vai fazer você alcançar uma fortuna.” – Jim Rohn


1- Você pode nascer pobre, mas morrer pobre é uma decisão sua. Desde que saiba ler e escrever, tenha noções mínimas de matemática, consiga pensar e achar que merece uma vida melhor, tudo é possível. Conheço pessoas que ganham mais de 6 mil reais por mês, vendendo "sacolé". Conheço ambulante que fatura 8 mil reais vendendo panos e coletando latas de alumínio para reciclagem. Com certeza, saíram da corrida dos ratos do jeito deles e vivem melhor que boa parte da população. Sua determinação (alguns chamam de "mindset") é tudo nessa jornada.

2- Não é vital ter estudado para poder empreender, prestar serviços e ficar rico, mas com certeza facilitará sua jornada em vários aspectos. Aprenda, pelo menos, a falar e escrever bem o inglês. Isso, me abriu muitas portas e eu nem imaginava as possibilidades que teria, quando comecei a estudar aos 12 anos de idade. Meus filhos, começaram o inglês aos 7 anos. "Se acha a educação cara, experimente a ignorância".

3- Talvez o fator mais importante, depois que decidiu enriquecer: comece a poupar e investir o mais cedo possível, isso acelerará seus ganhos e te dará mais tempo de vida útil (mais novo) para aproveitar a IF, FIRE, semi-aposentadoria ou seja lá o que você tenha escolhido como meta. Os 300 ou 400,00 reais de hoje, serão um bom dinheiro daqui a 20 ou 30 anos. Use a alavanca da idade precoce a seu favor, mas não existe idade limite para pessoas ativas pouparem.

4- Não importa quanto você consegue poupar por mês, seja 5 ou 50% dos seus ganhos financeiros. O que importa, é começar pelo menos com 5% e tentar aumentar progressivamente, ano a ano, sua "Taxa de Poupança Pessoal Anual" (TPPA). Valores de TPPA acima de 35% são os ideais, sendo 30% uma taxa excelente, equilibrada em tempo e ganho e sem espoliar sua vida e saúde. Os 50% de TPPA seria o melhor ponto de equilíbrio, tanto em ganho de tempo para a IF, quanto em retorno financeiro. Lembrando que quanto maior a taxa de juros pela qual seu portfólio é remunerado, os dados ficam melhores ainda e o tempo para seu objetivo, menor. Comece! Isso que importa e ajuste ao longo do caminho.

 Veja este post (Qual valor define minha independência financeira?), onde esta tabela abaixo está bem explicada, retirada do blog "Four Pillar Freedom":


5- Conhecimento não ocupa espaço. Se decidiu tomar conta do seu próprio dinheiro, estude e faça isso de forma profissional. Caso contrário, melhor delegar a terceiros seu patrimônio ou comprar ETFs ou Fundos Mutuais ou de Índice (passivos). Perder dinheiro NÃO é legal, falo isso por experiência própria. Assumi meus riscos e tive prejuízo enorme, paguei meu preço, recuperei o mesmo a duras penas. Outros, que conheço, quebraram e saíram do jogo. Achar que bater o mercado é fácil, é o caminho certo para a derrota. Lembre que grandes fundos, com gestores "profissionais" perdem em 92% das vezes para o simples índice do mercado (More evidence that it’s really hard to ‘beat the market’ over time, ~92% of finance professionals can’t do it). E isso, fazendo gestão muitas vezes ativa e perdem para índice passivo! Eu achei que era fácil, aprendi de maneira inesquecível. Hoje, tenho parte do meu patrimônio em Fundos Multimercado, que tem taxas caras (2% + taxa de performance), mas cuja janela de bons resultados é acima de 36 e de preferência acima de 60 meses. Se preciso, vendo e realoco onde achar melhor, por enquanto estão indo bem. 


6- JAMAIS opere com venda descoberta de opções, cemitério de malandro! Você ganha 10, 20 vezes e vicia na vitória - "é fácil, moleza!!!". Num único dia, você quebra e perde até o que não tem de patrimônio. Opções são um ótimo jeito de proteger e rentabilizar sua carteira de investimentos. Estude e use para vencer, com operações que você domine e cujo prejuízo não te adoeça ou expulse do mercado. Controle de risco, sempre.

7- Diversifique seu portfólio, exceto que tenha certeza do que está fazendo. Se você conhece bem a saúde financeira da empresa ou do FII, e o preço da ação/cota estão custando uma "galinha morta", entre com tudo. Se você realmente sabe o que está fazendo, diversificar não tem tanta importância assim. Mas, lembre: o risco de estar em um único ativo e exponencial. E uma maneira barata de diversificar, como já falei, é via ETFs ou Fundos Mutuais ou de Índice (passivos, como os fundos da Vanguard).

8- Investir é algo lento, gradual, progressivo e monótono. Se está tendo muitas emoções nos seus investimentos, cuidado! Tem algo errado. Não existe mágica, não existem retornos de 10, 20% ao mês, todos os meses. Isso se chama PIRÂMIDE, "esquema Ponzi". Quando a esmola é muita, o santo desconfia. Conseguir algo em torno de 8% ao ano ou mais (digamos, 10%), você está indo muito bem. Basta ver a tabela postada acima, cujo maior valor de juros anuais é de 8%. A média de retorno anual do índice S&P500 é de 8,19% nos últimos 20 anos e 9,7% de 1965 a 2017 (How Much Has Warren Buffett Beaten the Market By?), já Warren Buffett conseguiu inacreditáveis 20,8% ao ano, desde 1965 até 2017. O fundo VFINX 500 Index Investor da Vanguard, criado em 31/08/1976 (primeiro fundo mutual de Jack Bogle) tem retorno médio anual de 11%.  Por isso, criem metas justas e possíveis de se alcançar. Se conseguir mais, com segurança (venda coberta de opções, por exemplo), ótimo. Cuidado com propostas de investimentos mirabolantes, pois ninguém divide riqueza de mão beijada!  

9- Use os juros compostos e o tempo a seu favor, reinvista seus proventos todos os meses. Ambos irão criar sua bola de neve e sua IF. Enriquecimento rápido é possível, mas é a exceção. 

10- Não existe Independência Financeira, seja total ou parcial, sem trabalho duro e dedicação. Mesmo que você decida ser Youtuber ou Blogueiro, gerando renda com isso, terá que se dedicar. Óbvio que ficar rico por herança, não conta. E tente conciliar seu trabalho com seu futuro financeiro. Geralmente, quem trabalha feliz, rende mais e ganha mais. Seus clientes percebem isso e a sua atitude positiva gera retorno de mais pessoas e mais dinheiro. Você só ficará rico rápido, em 10 a 15 anos se tiver uma empresa muito lucrativa - e olhe lá.

11- Evite girar seus ativos da carteira, com compra e venda constantes. Eu fiz isso e me lasquei, vendi ações da Vale e Eletropaulo que nenhum problema financeiro na época elas tinham (nem agora). Petrobrás, fugi do risco PT e agora está dando a volta por cima. Exceto ter comprado micos ou empresas de araque (estilo empresas do senhor Eike Batista), não venda na baixa! É oportunidade de compra. O emocional só perde para a atitude mental de poupar, quando falamos em importância nos investimentos. Como é fácil ver a manada comprando na alta ("vai foguetar até a Lua!) e vendendo na baixa ("fujam, o Brasil vai falir!"). O óbvio, seria o contrário! Aí é que entra o emocional, o mesmo que eu não tive antes - mas aprendi a controlar. Recentemente, MFII11 foi de 120 a 60 reais em 3 dias. Não me abalei, nada fiz e como já tinha muito na CHM, também não comprei. Hoje, bateu os 122,00 reais.

12- Realocação de ativos NÃO serve para aumentar a performance do seu portfólio, mas para controlar a volatilidade da sua carteira. O autor Zach, em mais um ótimo artigo do Blog "Four Pillar Freedom" (Should You Rebalance Your Portfolio?), mostrou matematicamente num estudo com dados de 1987 a 2019 que, rebalancear a carteira não aumenta o retorno efetivo da mesma, apenas equilibra a porcentagem de ativos para que o grau de risco que você tolera não seja ultrapassado. Por exemplo: tem um portfólio com 60% de ações e 40% de renda fixa; nos últimos anos com o Bull Market, esta proporção mudou para 85%/15% e você não quer "pagar para ver" o próximo Bear Market. Então, é realizada a venda de ações e o dinheiro é realocado em RF, novamente na proporção 60%/40% equilibrando seu risco.

 Além disso, girar patrimônio envolve despesas com imposto de renda e corretagem, que não podemos ignorar. E para os seguidores de Jack Bogle, falecido em 16/01/2019, o pai do investimento passivo e admirado por Warren Buffett, o mesmo democratizou o investimento nos mercados financeiros, com custos muito baixos e acessíveis a todos e provou por décadas que conseguia bater o mercado, sem precisar de gestores caros e trabalhando com gestão ativa (que geram mais despesas ainda aos fundos).

13- Um portfólio com Ações, Fundos Imobiliários (FII) e Renda Fixa é o básico. A distribuição do mesmo deve ter mais renda variável, quanto mais jovem for o investidor (até mesmo 90% em ações e 10% em renda fixa, ou algo similar incluindo também FII = renda variável). Pode ainda acrescentar Fundos Multimercado, Ações de fora do Brasil (fugir do chamado "risco país"), moedas estrangeiras e para quem gosta de muita adrenalina, tem criptomoedas (não colocaria aqui mais que 5% do meu capital). E de acordo com seu perfil, pode investir de forma passiva (ETFs, Fundos Mutuais ou de Índices) ou ativa. Eu prefiro atualmente uma carteira que me gere renda mensal (proventos mensais, como os FII), mas com certeza eu preciso e vou voltar a comprar ações. Os números e os gráficos históricos mostram esta necessidade, terei que me acostumar com mais volatilidade se quiser um retorno maior. Há meses não tenho um mês negativo. O longo prazo compensa, fora a atual taxa de juros em queda no Brasil. Mesmo assim, terei sempre alguma porcentagem em Renda Fixa. Se você é daqueles que aplica e logo saca o dinheiro para gastar em coisas desnecessárias, melhor ter uma previdência privada, onde a multa pelo resgate antes de 10 anos é muito alta: proteja-se de si mesmo!

14- Viva uma vida frugal, sem ser miserável! Eu e 99% da Blogsfera já falamos sobre isso. Não adianta ganhar numa ponta e gastar na outra, é correr atrás do próprio rabo. Mas isso é um dos pilares da IF: idade inicial, tempo, taxa de poupança pessoal anual (TPPA = aportes), vida frugal, juros compostos. Leia "O Milionário Mora ao Lado", vale muito a pena para quem ainda não leu. Consumismo é uma doença: te torna escravo do dinheiro e corrói sua futura liberdade financeira. É desperdiçar trabalho, dinheiro e vida! 

15- Tenha coragem de empreender e fuja do salário fixo (ou, tenha ambos). O salário será sempre seu teto, exceto que você tenha um salário de mais de 50 mil reais por mês, mas ainda assim é um limite. Pode ter as duas coisas. Ganhe dinheiro com o trabalho dos outros, que é exatamente o que fazemos ao comprar ações de boas empresas ou FII. Por que não ter a sua própria empresa ou negócio digital? 


16- Eduque seu filho para ser rico, saber o valor e o preço das coisas, para ser feliz e para lidar com dinheiro. Importante que saibam a diferença entre valor e preço, algo que não nos ensinam geralmente. Importante, sim, educar para serem bem sucedidos, ricos, mas pessoas simples e humildes. Esta frase abaixo está incompleta, discordo um pouco dela (achei citada como sendo do Max Gehringer).


17- Tenha calma nas quedas que virão e cuidado nas altas espetaculares, uma hora o mercado recupera o juízo. Não faça parte da manada, o mercado é cíclico e sempre foi, basta ver o gráfico abaixo: 


 Não existe tendência eterna, seja de alta ou baixa. Procure aproveitar as oportunidades, seja qual for a direção. Muitos ganham dinheiro nas quedas com a compra de Puts de opções, enquanto outros olham a carteira derretendo. Uns choram, outros vendem lenços... Mantenha o bom senso, não perca dinheiro. Sei do que estou falando, por isso não invista o dinheiro que possa precisar no prazo de 1 a 2 anos: num mercado de baixa, você irá realizar prejuízo. E eu, que realizei prejuízo em 2015 e 2016, sem precisar do dinheiro??!!! Evite, também, olhar a rentabilidade todos os dias, isso só gera stress e desespero em certas ocasiões, algo desnecessário e que em nada te ajudará. Esqueça o monitor e foque na estratégia de longo prazo, olhe sua rentabilidade no início de cada mês. "O erro dos outros é mais barato".

Imagem relacionada

18- Pague-se primeiro! Depois de um tempo, isso é automático como escovar os dentes e se alimentar. Saiu seu salário? Aplique em alguma coisa no mesmo dia, não perca tempo. Entrou uma grana extra? Aplique, nem que seja uma parte dela. Aprenda a viver com menos. Pare de comprar o que você não precisa, para impressionar quem você não conhece, com o sagrado dinheiro que muitas vezes não tem (ou tem e gastará em vão) e mostrar ser uma pessoa que você não é. Guarde para seu futuro. Acredite, o futuro chega sem avisar e ele será fruto daquilo que você plantou décadas atrás. O que você está semeando hoje?

19- Seja honesto no que faz, sempre. Você, só tem o seu nome e tem milhares de concorrentes. Exceto que seja político ou ministro do STF, desembargador, procurador, desonestidade aqui no mundo real pode aniquilar sua carreira e seus planos futuros. Além disso, chega de bandidos. Construir um nome, uma reputação boa, com certeza te ajudarão financeiramente. Sua palavra tem que valer tanto quanto um documento assinado: isso se chama credibilidade. 

20- Ajude a todos aqueles que estiverem ao seu alcance: quem planta o bem colhe o bem. Mas, conselho de OURO: não empreste dinheiro a amigos, parentes e similares. É dor de cabeça na certa, diga que seu dinheiro está "preso" na Previdência e que a multa é muito alta para sacar o mesmo. Acreditem em mim. Melhor doar (se puder) que emprestar, nestes casos. 

21- Falar de investimentos é um tabu no Brasil, cuidado com quem você conversa. Divida conhecimento, mas nunca os valores da sua carteira. Inveja é uma desgraça, dirão que você roubou ou tem algum esquema mafioso para ter enriquecido. Proteja-se e proteja sua família. Fora o risco de assalto ou sequestro, não estou brincando. 

22- Tenha metas ambiciosas, elas te puxam para o alto. Li um livro há muitos anos, chamado "Fernão Capelo Gaivota" e guardei uma frase na cabeça: "Vê mais longe a gaivota que voa mais alto". Assim é nossa vida. Sonha pequeno, resultado pequeno, sonho grande, resultado grande. Não me perguntem o porquê, mas sempre que quiz algo eu mentalizei e disse "vou conseguir isso, não duvidem". Se é física ou destino, não sei dizer, mas não acredito em destino sem jornada, em resultado sem estratégia, em riqueza com pobreza de espírito. Ação e reação.

23- Independente de quanto dinheiro você acumular, jamais terá menos do que no início. Idade, valores, emprego, dificuldades não podem ser desculpas para que você siga preso na corrida dos ratos. Sejam 200 mil reais ou 20 milhões, você terá mais dinheiro do que teria sem todo o esforço de poupar. Isso, já valerá todo o trabalho. Reclamar é mais fácil que agir, mas não mudará seu futuro para melhor.

24- Para finalizar, nunca se esqueçam de Deus, de sua família e do amor ao próximo. Não há dinheiro no mundo que valha a pena sem ter pessoas amadas e que te amem. Sem paz no coração, sem equilíbrio em nossa vida, sem um sorriso ou uma piada. Sem um abraço sincero e fraterno, sem uma lágrima na cantinho do olho ao ver algo que nos emocione. Ganhem dinheiro, mas não percam a ternura, o amor, a fé, o carinho, a amizade, o respeito, a honestidade. A alma, é o que mais importa.

 Como falamos ontem, eu e o Frugal Simples, o caminho é a grande surpresa da jornada. Que o caminho de vocês seja rico, iluminado, humano, justo, alegre, longo, saudável, fraterno e feliz. Um abraço fraterno a todos. 










67 comentários:

  1. HM, post impecável, está de parabéns!!!

    Ainda sobre dicas rumo à IF.

    Uma situação que aconteceu comigo e que eu gostaria de repassar aos demais: limite BEM (pra baixo) o valor do imóvel em que você irá morar.

    Por que eu digo isso? Moro em um apartamento que custa X. Típico de classe média. Estimo que a renda mensal média dos moradores seja de 10-15k. Valor do condomínio é de 1k.

    Tempos atrás, dada a segurança financeira que já possuo, aluguei (com intenção de compra) um apto de 5x o valor do meu. Importante dizer que eu mantinha o aluguel e as despesas do apartamento tranquilamente.

    Mas, cara, a garagem desse outro prédio era coisa de enlouquecer qualquer um... Era frequente a troca de carros e tinham várias com mais de 600 mil em carros... Estimo que a renda lá era de, no mínimo, 150k por família...

    Esse período fez MUITO mal pra minha cabeça.

    Me fez pensar: de duas uma, ou eu ganho miséria ou só eu economizo nessa merda de país.

    Resultado? Paguei a multa e voltei ao meu antigo apto.

    Com o preço que iria gastar na permuta dá pra viajar por muitos anos e reformar nosso apartamento todo...

    Mas, o que eu quero dizer é o seguinte.

    Se você ganha bem, evite conviver com quem ganha muito mais que você.

    Se você ganha muito bem, evite conviver com quem tenha o mesmo patamar de renda que você.

    Digo isso porque ir a um bom restaurante ou frequentar os mesmos lugares que esses meus ex-vizinhos não afeta a sua cabeça...

    Agora, você presenciar o cotidiano de pessoas que tem um altíssimo poder aquisitivo e que gastam o dinheiro sem precedentes, faz mal... muito mal.

    Eu quase entrei na bobagem da competição... Minha esposa que me segurou e me lembrou dos nossos planos...

    Um abraço meu amigo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, bacana citar sua experiência.
      Eu convivo com pessoas com menos dinheiro que eu geralmente, mas também tenho gente rica ao meu redor (mais do que eu) e que pensam como eu! O problema não é o dinheiro alheio, é a mentalidade de quem te cerca. Mas, VOCÊ é o único responsável por seus atos.

      Se pensar assim, não poderá sair do Brasil e visitar países mais ricos que aqui... vai te fazer mal! Rssss. Não se incomode com quem você nada deve! Isso é consumismo. Tamo junto, a jornada está aberta a quem quiser trilhar. Venha junto!!!

      Excluir
    2. Anon, achei bem interessante seu relato.
      Concordo com o HM que a responsabilidade é nossa, mas acho bastante valiosa a dica de se expor menos a certas situações, a fim de evitar "problemas".
      Assim é com várias coisas, evitar ambientes com drogas, com pessoas que bebem e dirigem, com pessoas que ficam felizes ao ver que a conta veio cobrada a menor e não avisam. É perigoso você passar a achar isso normal.
      Claro que o "ideal" seria não permitir que isto te afete, mas nem sempre a gente consegue. Ademais, tendo família, pode afetá-los, principalmente as crianças...
      Abc

      Excluir
  2. Tinha parado de ver o seu blog por conta de tanto post político e sempre críticas às pessoas que pensam diferente politicamente de você.

    Que bom que resolvi clicar no de hoje. Excelente POST e fechou com chave de ouro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anon, boa tarde. Política é um assunto vital.

      É essa política que destrói ou constrói a riqueza de um país. Ignorantes políticos são os piores, pois deles nascem e crescem a desgraça do país: o político velhaco e corruPTo - e eu fui um destes ignorantes políticos por mais de 20 anos.

      Já se perguntou por que não existem blogueiros cubanos, venezuelanos, norte-coreanos, nicaraguenses que falem sobre Independência Financeira? Sobre investimentos? Por que será, meu amigo? O socialismo / comunismo lá implantado (lá, "Marx deu certo") só divide a miséria. Pense e terá a sua própria resposta.

      Se olhar meus posts, mais de 80% são sobre investimentos, talvez 90%. Fico feliz que tenha gostado, pois levei 3 horas para concluir o mesmo como queria e ainda acho que pode ficar melhor.

      Seja sempre bem vindo, mas pense no que te escrevi. Seguirei falando de investimentos e de política, quando achar necessário. Se isso aqui "cubanizar", saio do Brasil sem problemas. E você? Pode sair daqui e viver bem, com dinheiro, fora daqui? Apenas fiz minha parte como cidadão que viu o país ser tomado por um quadrilha, com múltiplos membros e ideologias destruidoras.

      Excluir
    2. Caro Heavy Metal,

      Post matador! Muito bom e com ótimo conteúdo didático. como vi em poucos na Blogsfera.
      Eu também detestava política, até que vi amigos meus desempregados e indo embora do Brasil, vi a criminalidade explodir aqui na minha cidade no interior de São Paulo, vi a vitimização doentia como argumento a calar os outros, as "minorias" massa de manobra ideológica calarem gradativamente a maioria omissa. Socialismo é um doença, um câncer. Essa turma vermelhinha adora socializar o dinheiro, a vida e o sexo dos outros. Vi inventarem o lixo da ideologia de gênero e tentarem empurrar goela abaixo na sociedade e nas escolas. Tenho um sobrinho gay, ele fala abertamente que essa turma LGBT nada de positivo aos gays trás, só trás raiva e desrespeito a eles. Basta ver o que ocorre na parada gay aqui em SP, aberrações travestidas de "meus direitos, me respeitem".

      E vi políticos corruptos associados com juízes corruptos também, e querem sim validar o crime como algo banal. Cansei disso. Quem não discute politica, é escravo de quem a faz. E dinheiro tem tudo a ver com política, ou estou ficando doido? E nunca tinha pensado na sua pergunta: por que países socialistas, como você citou, não tem blogs de investidores falando sofre FIRE ou IF. Na mosca! Por que lá, a economia acabou, por que o povo ficou calado e "não discutia política", por que sobrou somente a divisão das doenças e da miséria para o povo gado de abate. Quem cala, consente.

      Parabéns por tudo, seja pelos posts de investimento ou de política. E lembro, ainda, a citação de Bertold Brecht:

      "O Analfabeto Político

      O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
      O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.""

      Simples assim, HM. Seguirei lendo e admirando você e seu blog, seja pelo debate político necessário na atual situação do Brasil, seja pelos posts de IF. Abraço!

      Excluir
    3. "Já se perguntou por que não existem blogueiros cubanos, venezuelanos, norte-coreanos, nicaraguenses que falem sobre Independência Financeira? Sobre investimentos? Por que será, meu amigo? O socialismo / comunismo lá implantado (lá, "Marx deu certo") só divide a miséria. Pense e terá a sua própria resposta."

      HM, eu também nunca tinha feito essa pergunta. Jesus! Que resposta sem saída. E o Anon logo acima foi certeiro no comentário, clap, clap, clap!!! Penso exatamente igual. Quem não participa, paga a conta. Eu também cansei de pagar a conta calado e ainda ter que tolerar essa escumalha de PT e PSOL. Não basta nos roubarem, querem ainda doutrinar a gente. Moro no RJ, o esgoto onde mora, nasce e cresce essa turma de vagabundos sugadores de dinheiro público.

      E belo post, esse é pra fazer uma moldura e pendurar na parede e ler todos os dias. Viva o Metal!!

      Vinícius

      Excluir
    4. Vinicius e Anon logo acima, peço desculpas por demorar a responder. O post do Anon acima (que cita Bertold Brecht) ficou uma “pintura”, espetacular a linha de lógica e raciocínio. Irretocável. Não existe independência financeira onde há ditaduras e socialismo, exceto para os seletos milionários esquerdopatas no poder ou que sustentam o poder via capitalismo de estado - e mandam seu dinheiro pra Suíça ou Estados Unidos.

      Vocês já viram corrupto aplicar dinheiro no Brasil? Ou mandam pra Suíça??? Fidel Castro investia em Cuba? Maduro coloca sua fortuna na Venezuela? E como presidentes ficam milionários, apenas com salário de presidente? Lula mal sabe falar, quanto mais ter educação financeira um animal de tração boquirroto desses. O patrimônio desses caras não bate com a renda declarada e isso é um fato, independente de ideologias.

      Que Deus ilumine e nos ajude no Brasil, pois o mal trabalha 24 horas por dia, 365 dias por ano, para destruir este país.

      Excluir
  3. Excelente post. Eu comecei a poupar há 4 anos e apesar de gostar disso desde a infância me considero bem no início ainda. Algo que demora pra perceber é que investimento não te deixa rico, na verdade ele te ajuda. Os aportes é que vão fazer os múltiplos acontecerem graças ao trabalho árduo.

    Muito maneira a tabela do fourpillar sobre independência financeiro, vou segui-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Tarde! SEI, vou te adicionar no Blogroll agora. O que te enriquece, é quanto você ganha / poupa! Os aportes + tempo + TPPA são tudo, e começar antes dos 30 ajuda muiiiiiiiiiiito o caminho para a IF.

      Excluir
  4. Parabens pelo post!!!! Pena que muitos não buscam conhecimento, informações que acrescentam positivamente em nossas vidas. Vejo o tanto de pessoas (muitas inclusive no trabalho) que vivem somente o dia de hoje e esquecem tambem que temos o amanhã.

    sobre salário, ganhos extras faço que nem voce disse no texto. Assim que recebo o pro labore, extras, honorários e tudo mais religiosamente mando para a corretora. Se eu não conseguir investir em 1 mês é como se eu fosse um escravo neste tempo. Tempo é valor e isso não tem volta. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GA, você falou algo que ri muito aqui: "Se eu não conseguir investir em 1 mês é como se eu fosse um escravo neste tempo." PQP, eu fico doente se não aporto um mês sequer, te juro!!! Dinheiro é exatamente quanto vale a sua hora de trabalho. Tamo junto! Abraço.

      Excluir
  5. PQP, HM!!!

    Que post sensacional! Irei lê-lo de tempos em tempos para manter a clareza na mente no caminho que escolhi. Já até transforme em PDF e disponibilizei em meu arquivo de "base conceitual" para meus filhos lerem daqui 20 anos ou mais.

    Só tenho a agradecer.

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RW, eu que agradeço sua visita. Corrigi alguns erros no post e hoje acrescentei detalhes que achei úteis, sugiro que transforme em PDF de novo, se assim quiser. Estamos juntos, na nave dos aliens poupadores do Brasil! KKKK

      Excluir
    2. Top demais,

      só atualizando que alterei o nome do meu blog para trader-lucrativo.blogspot.com

      Dá uma passada lá, esse mês sai de 130,00 para 5.000,00 graças a Deus estou me reerguendo, atinjo R$ 100k ainda esse ano, vc me inspirou muito e sabe disso.

      Excluir
    3. RW, já coloquei seu novo blog no meu Blogroll. Quero ver seu post dos 500 mil e depois, do 1 milhão. “Não sabendo que era impossível, foi lá e fez”. Tmj!

      Excluir
  6. Olá, HM.

    Parabéns pelo excelente postagem. Ultimamente eu só tenho meu salário fixo e estou desconfortável com isso. Estou estudando formas de ter um negócio online e não posso ficar só nas palavras. Tenho que colocar em execução.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CI eu também vou nessa onda. Quero arrumar algo que me dê mais 10 mil reais por mês, um e-commerce. Cowboy, escolha bem um site de criação de loja virtual antes de começar. Pesquisei e achei isso aqui:

      https://www.googleadservices.com/pagead/aclk?sa=L&ai=DChcSEwjR_svN2Z7lAhUTBpEKHZIvCbUYABADGgJjZQ&ohost=www.google.com&cid=CAESQeD2eQ-Hji7LTKce3T4mKqAHi04PHNQgP-5Ch2LmTYVXyOva1hS3QYbrrDigRMCY8yiLB4JuQiORyZoGc5yP4sEw&sig=AOD64_3RsFMZwQrv6KghBYCfUz_RslOxXQ&q=&ved=2ahUKEwjhp8XN2Z7lAhW8IrkGHVdGBocQ0Qx6BAgPEAE&adurl=

      Excluir
  7. Excelente post, HM!

    Quanto ao investimento em ações, você tem preferência no investimento voltado para o crescimento do patrimônio (valorização + venda e rebalanceamento) já que utiliza os FIIS como fonte de renda passiva?

    Up the Irons!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon Metal, bem vindo!
      Vou usar também os dividendos como critério. ITSA4 é a primeira na mira.

      Excluir
  8. Um dos melhores posts sobre finanças escrito até hoje em blogs. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deu trabalho, lembrei de muita coisa boa e ruim, mas valeu a pena. Minha missão, é dividir informação com pessoas como você, AA39. Bem vindo!

      Excluir
  9. Animal HM!! Parabéns pelo belo post, extrema qualidade de informações.
    Eu estou na linha de assalariado e tenho meu serviço extra, onde aplico praticamente 100%.

    Não tem mistério, trabalho, aporte, esportes, saúde e família, este é o circulo vicioso da IF tranquila.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, exatamente isso! Vivo do mesmo jeito que há 5 anos atrás, mesmos carros e casa, mas cada vez menos preocupado com dinheiro. E é o ciclo virtuoso, mas você tem razão também, pois ele vicia... Rssssssss

      Excluir
  10. Muito bom. Acresceria apenas "parar de olhar todo dia a rentabilidade". Isso é o combustível pra vender ou trocar de ativo. Sempre caio nessa. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa, vou acrescentar! Bem vindo.

      Excluir
    2. Caro II, acrescentei lá:

      "Evite, também, olhar a rentabilidade todos os dias, isso só gera stress e desespero em certas ocasiões, algo desnecessário e que em nada te ajudará. Esqueça o monitor e foque na estratégia de longo prazo, olhe sua rentabilidade no início de cada mês."

      Obrigado pela dica! Te adicionei no meu Blogroll, se puder retribua.

      Excluir
  11. Parabéns HM. Fantástico. Realmente esse blog é uma ilha. Esta salvo para eternizar. Enjoy the way !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A jornada só é prazerosa se tivermos com quem compartilhar. Gente como você, meu amigo. Não escrevo pra mim mesmo, acredite. Bem vindo, volte sempre.

      Excluir
  12. Obrigado HM por compartilhar.

    Um dos posts mais sensacionais que já li : simples, direto, completo e verdadeiro.
    Uma verdadeira aula.

    E sou grato por compartilhar suas experiências e assim nos ajudar nessa caminhada!

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  13. GM, você é companheiro velho de guerra. Estamos juntos nessa jornada, seja nos blogs ou no trajeto da IF. Saúde e dinheiro para você!

    ResponderExcluir
  14. Muito bom, Heavy Metal! Resumiu muitas informações extremamente úteis em um texto conciso. O ponto 24 é o mais importante e, infelizmente, acho mais fácil cumprir os outros 23 pontos a alcançar o ponto 24 em uma sociedade doente como vivemos hoje. Por isso que concordo com seus posts sobre políticas e sociedade, não adianta nada sermos milionários e vivermos enclausurados com medo de sair à rua.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Marcelo,

      Sou fã do seu trabalho no Blog CAPITALISMUS. Aliás, acho o nome do seu blog foda! Suas análises fundamentalistas são ótimas, a visão política é aguçada e temos muito em comum. Não suma mais, por favor.

      Política e finanças são “unha e carne”. Política socialista / comunista = adeus investimentos... and “no investing blogs or bloggers”. Política liberal, capitalista de livre mercado, estado mínimo = “we are rich and we are free!”

      Só tem sentido falar em investir, enriquecer e usufruir disso tudo se pudermos fazer isso onde nascemos, crescemos e moramos. Repito a pergunta que fiz acima, num “estalo” enquanto escrevi uma resposta a um leitor Anon: por que não existem blogueiros de investimento em Cuba, Venezuela, Coréia do Norte? Por que todos estavam muitos ocupados para falar ou se preocupar com política, ou foram calados na base da violência, morte, ameaça, propina e esmolas sociais. Pretendo seguir morando no Brasil, para isso preciso lutar pelo meu país ainda com idéias. Passou da hora do STF ser fechado e trocados todos os seus ministros por uma leva de gente nova, comprometida e sem bandeiras de quadrilhas, ideologias doentias ou acomunados com corrupção.

      Excluir
    2. Não pretendo parar de escrever, mas não tenho mais tanto tempo quanto tinha em 2017. Eu tive a ideia do nome do blog por causa da Empiricus, que estava em voga na época pelas indicações furadas e marketing agressivo. Hahaha

      Excluir
    3. Marcelo, siga escrevendo. Seus posts são bons e necessários.

      Excluir
  15. Caramba, leitura incrível, didática e prazerosa!
    Dicas realmente excelentes, como iniciante busco me basear em algumas delas, mas agora tenho mais pontos a trabalhar. Obrigado por essa obra prima de texto HM.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SF, a casa é sua. Conhecimento só serve se a gente puder dividir.

      Excluir
  16. Muita informação em uma única postagem, foi o melhor resumo sobre educação financeira que li.
    Alto nível. Parabéns HM.

    ResponderExcluir
  17. Excelente texto
    Posso publicar um versão resumida no meu blog te dando os devidos créditos?

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aço! Senta a púa! Pode publicar e obrigado por dividir em seu blog.

      Excluir
    2. o prazer é meu
      publicado: https://heavymetalinvestimentos.blogspot.com/2019/10/manual-do-futuro-milionario-o-que.html

      abs!

      Excluir
    3. Cara, fiquei muito feliz de ver meu post no seu blog. Juro pra você, reli meu texto e fiquei emocionado. Estamos juntos, Scant, precisando é só falar.

      Excluir
  18. HM, boa tarde!

    Acompanho seu Blog há uns 02 anos, não sou muito de comentar, mas este post merece.
    Parabéns! Dicas excelentes! Manual digno de ser impresso e emoldurado como disseram nos comentários acima!
    Obrigado pelo tempo dedicado, um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Paulo!
      Escrevo para dividir, ensinar e aprender. Tamo junto!

      Excluir
  19. Muito legal o post! Parabéns!
    Eu invisto com mais consciência há mais ou menos 2 anos (antes era só poupança). Nesse tempo, cometi alguns equívocos: por exemplo, vendi ações (com lucro) desnecessariamente que hoje estão muito mais valorizadas. Também prendi dinheiro em aplicações (LCI, COE etc.) com resgate apenas para 3, 4 ou 5 anos.
    Atualmente estou virando o foco para fundos imobiliários, mas, antes de aumentar minha posição, preciso saber o que seria melhor em termos de obtenção de renda (e reaplicação): empresas que pagam bons dividendos ou fundos imobiliários.
    Que tal um opinião sua a esse respeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Atualmente estou virando o foco para fundos imobiliários, mas, antes de aumentar minha posição, preciso saber o que seria melhor em termos de obtenção de renda (e reaplicação): empresas que pagam bons dividendos ou fundos imobiliários. Que tal um opinião sua a esse respeito?""

      Resposta, meu amigo André: os dois. Tenha os dois, é o que também vou fazer. E algumas ações com expectativa de crescimento, sem foco exclusivo em dividendos. Comecei a comprar há dois dias MAXR11, teve uma boa queda e é um ótimo FII (estava esperando esta queda para comprar).

      Excluir
  20. Post sensacional! Parabéns! Sinceramente evitava seu blog também por política. Não que seja alienado ou seja de esquerda, mas tava meio chato mesmo.

    Obrigado por compartilhar toda experiência, não só o que deu certo como o que deu errado.
    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá, Anon. Política é chata, ainda mais aqui no Brasil onde 99% são picaretas ou serão, após eleitos. Mas infelizmente, é essa política que define se você pode ser livre, rico ou pobre e escravo de um sistema socialista, como na Venezuela, Cuba, etc...

      Entenda isso, pois sem livre mercado, sem capitalismo de verdade (não falo capitalismo de estado, de compadrio) é inútil debater ou escrever sobre liberdade financeira! Seremos todos escravos do estado e fudidos - exceto, os amigos dos que comandam. Espero que entenda minha intenção de alertar a vocês sobre a pior das desgraças feitas com o país: a doutrinação ideológica imbecilizante e os ataques aos pilares judaico-cristãos. Dinheiro roubado, damos um jeito. Mentalidades roubadas e forjadas na patologia da esquerda, são perdas praticamente definitivas!

      Peço um pouco de compreensão, apenas isso. Pintar um mundo cor de rosa, no meio da destruição, é algo que jamais farei ou faria. Estávamos rumo ao precipício, meu blog seria inútil como são blogs de "independência financeira", escritos por cubanos que moram em Havana, concorda? O país agora segue um outro rumo, graças a Deus e a nós que demos um basta a esquerda no poder. Agora, posso focar em posts sobre investimento e esquecer (por agora) ir embora daqui. Dinheiro sem liberdade, de nada adianta. Tenho pena do povo da Venezuela, pena de chorar.

      Excluir
  21. Algo me diz que você é cria do bastter.

    Muito bom cara, é isso mesmo.

    Sobre a ELPL, estou aqui na blogosfera desde os tempos que ela era queridinha, todo mundo tinha em carteira, e vi ao vivo a quebradeira e o pessoal vendendo no fundo. O pobreta foi o que mais me desanimou.

    A mesma coisa está acontecendo com CIEL agora, muita gente vendendo no fundo. Eu também tenho-a em carteira, estou amargando uns 60% de queda, mas decidi deixar assim, os lucros caíram, mas ainda são lucros.

    Parei de comprar, mas não vendi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tentei ler e seguir o Bastter anos atrás, mas acho ele muito mal educado e de graça. Eu falo em relação a responder dúvidas triviais dos leitores, não precisa disso. Fez isso comigo, anos atrás. Tem seus méritos e tenho inclusive livros dele, sei separar as coisas.

      Mas, nem por isso posso dizer que ele não sabe nada de investimentos. Sabe, mas pode ensinar de maneira mais educada. E não concordo com “preço não importa”. Valor e preço importam sim. Não venda suas CIEL3, eu talvez inclusive terei parte da carteira de a ações com Cielo também.

      Excluir
  22. Excelente post H.M.
    Bom que compartilhou, abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprender sem dividir, é estupidez. A vida nos devolve o que damos aos outros. Minha carteira passou dos 13% já este ano, por que não dividir com quem busca o mesmo objetivo que eu? Bem vindo!

      Excluir
  23. Parabéns Heavy, ótimos conselhos para quem está iniciando. Acho que o pessoal que está começando agora a investir tem tudo para ter um caminho mais fácil, informações sobre investimentos mais difundidas...you tube etc..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beto, o engraçado da vida é que a maioria das pessoas prefere aprender com seus próprios erros do que com os erros dos outros. É muito mais caro e sofrido. Errar é parte fundamental do aprender e evoluir, mas tem erros que não precisam ser cometidos se você já ouviu vários avisos do tipo “vai dar merda!”.

      Você faria apostas num jogo de roleta russa, com um revólver de 6 munições, girando o tambor e colocando na sua cabeça? Não? Nem eu. Mas tem quem faça isso. O caminho está mais fácil para quem sabe ler, ouvir, pensar e aprender. O bom aluno tem futuro mais fácil em todos os aspectos.

      E deixo claro: nada tenho contra erros, sem eles não teríamos evoluído. Mas, aprender com os erros dos outros é muito menos doloroso. Nenhum país que quer fazer um foguete, um programa espacial hoje, vai começar do zero e matar uma penca de pilotos até que tenham sucesso: usarão os acertos que outros obtiveram e evitarão os erros do passado desses mesmos grupos de pesquisa aeroespacial!

      Excluir
  24. Parabéns pelo post. Foi muito bem colocado que é fundamental na longa caminhada do FIRE, e da vida, que sempre valorizemos as nossa famílias, os nossos princípios e a nossa honra. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dinheiro por dinheiro, é tão vazio quanto uma saco de vácuo. Tem uma frase popular que diz: “ele é tão rico, tão rico que só tem dinheiro”. O dinheiro serve para que tenhamos uma VIDA melhor, e vida é em grupo. Não tem grupo mais fiel que família ou poucos e verdadeiros amigos. Dinheiro não trás felicidade, ele a potencializa.

      Excluir
  25. Farmacêutico Investidor17 de outubro de 2019 22:37

    Esse post foi épico, parabéns HM! Esse livro, Fernão Capelo Gaivota vai para minha lista de compras também. Se pudesse acrescentar mais uma coisa na lista, acho que seria: quem semeia a cortesia, pode colher boas amizades.

    ResponderExcluir
  26. FIl, li este livro antes dos 20 anos de idade, nunca esqueci. Vou indicar pros meus filhos, lembrei dele escrevendo este post e o bacana é olhar para trás e ver tudo que li até aqui, como as peças se encaixam com o passar dos anos. Como disse Steve Jones em seu discurso anos atrás, “conecte os pontos” - e teremos a linha da nossa vida. Que pontos estamos adicionando a esta linha? Tamo junto! E este ano, ainda pretendo ler mais 2 livros.

    ResponderExcluir
  27. Seus posts são incríveis, cara.
    Parabéns pelo texto! Falou tudo!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zé, estou de férias na Suíça mas reservei hoje um tempo e comprei mais FII. Estou comprando agora MAXR11. Fiz isso em 5 minutos, sentado num restaurante após passear o dia todo (5 horas de diferença daqui pro Brasil). Comprei, desliguei, voltei as férias. Nem sei se a bolsa hoje caiu ou subiu, te juro.

      Excluir
  28. Como falado, não adianta nada você ter dinheiro, fama, status e não ajudar os outros.
    Aquela famosa frase, "A vida só tem sentido quando a gente começa a dar sentido na vida dos outros".
    Lindo seu texto, obrigado!

    ResponderExcluir
  29. IS, ossssssss! Minha mãe sempre disse que quem não vive pra servir, não serve para viver. E ela tem razão. Nem todos irão reconhecer o que fez por eles, por isso faça sem esperar nada em troca. Com certeza, os que reconhecerem lhe serão fiéis.

    Detesto gente que não faz mais que sua obrigação ou nem isso faz, mas faz propaganda de tudo que fez (ou não fez, mas finge que fez). Basta ver um canalha como Lula, entre tantos outros. Fazer o certo é obrigação, não é favor.

    Quero muito que o Brasil dê certo, sou um patriota acima de tudo. Quero as pessoas com edução normal e educação financeira! Quem gosta de pobreza, é político corrupto. Se eu puder ajudar uma pessoa que seja a ser mais livre financeiramente, considero meus 8 anos de Blog como missão cumprida. Em breve, farei um post contando uma história muito legal, onde eu participei da mudança financeira na vida de dois lavadores de carro. Aguarde, este post já era para ter saído faz muito tempo e acabei de lembrar disso agora.

    ResponderExcluir
  30. Heavy, se caso você não tenha algum post falando, eu gostaria de ler sua experiência do cara que estava prestes a casar, com dívidas e sem casa, para o Heavy que obteve belas conquistas financeiras. Como aconteceu essa mudança? Desde já agradeço por esse maravilhoso post! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anon. Tentarei fazer este post, você agora me arrumou trabalho pesado (rssss)!

      Excluir
  31. Começando a seguir o seu blog, amigo!

    Vejo que terei muito o que estudar por aqui, já que há postagens desde 2011!
    Essa postagem significou muito para mim! Tenho 23 anos e espero um dia chegar ao seu patamar, aos 47. Por enquanto, a meta realista é de 100k até o início de 2022.

    Sou novo na finansfera e seria uma honra se pudesse acompanhar e mentorar a minha jornada.

    Forte abraço.

    https://medlifeinvestimentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  32. Bom dia, caro ML.
    Você tem, neste exato momento, todas as vantagens a seu favor para estar independente financeiramente antes dos 50 anos (até mesmo nos 45, acredite). Veja este post, com várias tabelas sobre como chegar lá:

    https://heavymetalinvestimentos.blogspot.com/2019/10/qual-valor-define-minha-independencia.html

    Se você poupar 30% das suas despesas totais anuais (taxa de poupança pessoal anual ou TPPA) e este valor for remunerado a 8% ao ano, você alcança a IF em 22,5 anos. Se sua TPPA for de 40%, alcança em 18 anos e se for de 50% (valor que acho ideal) alcança em 14,3 anos. E voltando as suas vantagens: idade baixa (23), tempo a seu favor, juros compostos, mente já focada para a IF e a profissão que escolheu, onde não ganhará menos que 15 a 20 mil reais por mês em início de carreira. Em resumo: só depende de você. Leia, por favor, o livro “O milionário mora ao lado” e o tradicional “Pai rico, pai pobre”.

    Estaremos juntos nesta jornada que abraçou e eu sinto muito orgulho por você e por cada um que tem a coragem de sair da corrida dos ratos. Ser pobre, endividado, sem grana, tendo tudo que você já tem, é opção. Está tudo na sua mente, no seu comportamento.

    ResponderExcluir

Conto com a boa educação e colaboração de todos! Comentários ofensivos não serão publicados. Aqui, compartilhamos uma jornada rumo à independência financeira. Petistas, socialistas, corruptos, bolivarianistas, marxistas e demais bandidos: vocês NÃO são bem vindos. Procurem primeiro um emprego lícito.