segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Liberdade não é libertinagem. Ou: nosso direito sagrado de andar armados.

 Após a queda da canalha que finge ser honesta, do partido que finge ser dos trabalhadores, das pessoas que fingem se importarem com os pobres, começou aquilo que eu já esperava: a quadrilha do PT começou a praticar seus delitos públicos, travestidos de manifestações políticas "pacíficas". 

 Estão agora a destruir carros, prédios, comércio, pontos de ônibus, lixeiras e tudo que estiver pela frente. Pichações em todos os lugares. Em sua maioria, os "manifestantes" são jovens supostamente "estudantes", todos doutrinados comunistas saídos de dentro, principalmente, de nossas universidades federais. Grupos Afro, gays, feminazis e maconheiros estão todos lá, sendo que NÃO representam nada dos negros, homossexuais, feministas (isso ainda existe?). Os drogaditos, sim, eles representam muito bem.

 O mais engraçado é que nenhuma marcha contra a corrupção sai das universidades. Nenhuma marcha sobre a reforma política, da previdência, das leis trabalhistas... Nada que represente o BEM COMUM sai destes antros de diarréicos mentais. Como milhões de pessoas nas ruas,  meses atrás, não quebraram nada e agora uma minoria se diz "infiltrada" por vândalos e toca o terror nas ruas?

 Os canalhas duvidam da inteligência alheia. E bandidos como Renan Calheiros contribuem para sabotar o novo governo, tirando o apoio até dos que apoiaram o Impeachment. STF dominado por ideologias petistas, PGR sentada sobre denúncias graves contra vários políticos. O que nos sobra sem governo? ANARQUIA. Acreditem, será muito pior que ter um governo ruim...

 Postarei aqui frases de Roberto Campos, economista, diplomata e político brasileiro que faleceu em 2001. Nelas, resumo muito do que penso:


























 Para quem paga impostos em dia, trabalha, respeita as leis, quer seus direitos respeitados, quer empreendedorismo, liberdade de imprensa e de expressão, quer menos impostos e menos "estado", quer direitos iguais, quer poder se proteger e ter seu porte de arma, quer segurança, boa infra-estrutura, saúde e educação públicas de qualidade (para todos!), o Brasil é o lugar ERRADO. Nunca se roubou tanto e se mentiu tanto. 

 Nossa sociedade está doente, uma infecção severa e grave que se chama MARXISMO CULTURAL. Nossos jovens não querem trabalho: querem emprego e seus benefícios sociais. Querem atacar o "patrão burguês" e os "direitos da minoria acima da maioria". A Democracia está no CTI.

 Outro dia, claro que não me surpreendi, a comunista Vanessa Grazziotin (senadora, este lixo) criticou uma votação dentro do senado, onde comentou depois: "A maioria venceu". Prestem atenção: A MAIORIA VENCEU.

 Isso, cara comunista, é o que se espera numa Democracia. O PT segue a risca a tática nazista de repetir uma mentira até virar verdade, basta ver a palavra "golpe" ser massivamente dita e divulgada por todos os esquerdopatas. Nossa oposição, uma porcaria, não sabe fazer a parte dela de combater este discurso profissional dos bandidos petralhas. Eles, os vermelhos, estão no papel deles e não espero encontrar higiene num chiqueiro! Nos faltam mais pessoas com discurso contrário ao do PT.

 Na guerra política, vence quem agride mais e judicializa mais, simples assim. Basta ler David Horowitz. Salvam-se Magno Malta, Simone Tebet, Ronaldo Caiado, Cássio Cunha Lima, Ana Amélia e mais ou menos o Aloysio Nunes. Estamos numa guerra política onde, apesar da queda de Dilma, eles estão vencendo a guerra da falsa propaganda. Triste país.

 Sugiro aos senhores que lutem por nossos direitos, principalmente o de poder andar armados. Tudo que o PT queria é o que tem hoje em mãos: a maioria se cala com medo da minoria raivosa. Eu não. Os bandidos não irão para seu covil com o rabo entre as pernas, não é da natureza deles. 

 Liberdade não é libertinagem. Não sou amigo do Temer, mas é o que temos para ir até 2018. Não gostam dele? Sem problemas, isso se chama Democracia. Pichar, atacar, quebrar, ameaçar, agredir, invadir, roubar, ofender as pessoas nas ruas, depredar patrimônio público, isso se chama TERRORISMO. Liberdade não significa direito de delinquir.

 Falam em guerra civil, em morte, em fuzilamento... Bom, quem planta vento, colhe tempestade. Isso sempre foi o que o PT defendeu e quis fazer com nosso país: destruir quem subiu na vida trabalhando, semear a discórdia e a luta de classes, desacreditar nossas Forças Armadas, Polícias e demais instituições, calar a imprensa, ocupar as igrejas com socialistas (inclusive, o atual papa), assassinar as reputações dos opositores e governar de forma ditatorial, como é em Cuba e na Venezuela. Exatamente como Antonio Gramsci pregou. 

 Isso é o Brasil de 2016, onde ter sucesso financeiro é ser burguês, ser praticamente um criminoso na visão doentia dessa gente psicopata que usa Iphone, anda de carro importado, vai no Mac Donalds, viaja para Miami, mas se diz "de esquerda". São os parasitas do trabalho alheio, o país dos "SINICALISTAS". 

 O fim deste ano de 2016 não sei como será, mas sei que temos uma chance de tentar melhorar o país. Porém, enquanto não acabar a fonte de renda do PT (propinas, cargos comissionados e de confiança, etc...) esta bagunça não terá fim, como também deve ser imposta a severa repreensão pelo governo destes arrastões travestidos de passeata. Seja com polícias, seja usando também as forças armadas. Os líderes da baderna devem ser presos. 

 Espero que as coisas se acalmem e de não me arrepender por não ter pedido nas manifestações pela intervenção militar, ao invés do Impeachment. Aqui, tudo sempre pode ser pior. E que inveja tenho do Texas... Como diz o ditado: "Deus criou o homem, Samuel Colt os tornou iguais".










Um comentário:

  1. Tá difícil mesmo... Enquanto isso, a Dilma se aposentou com 5 mil reais líquidos sem nunca ter trabalhado de verdade!

    ResponderExcluir

Conto com a boa educação e colaboração de todos!

Comentários ofensivos ou comunistas / socialistas / petistas - entre outras merdas - não serão publicados.