domingo, 31 de agosto de 2014

Reflexões de um metaleiro brasileiro e seus investimentos

Caros amigos e outros seres sobrenaturais da Blogsfera:

 Hoje pretendo elucubrar sobre meus investimentos, eu, nossos políticos safados e meu futuro. Boa coisa não deve sair, mas já que comecei a escrever... vou até o fim! Sem compromisso com a qualidade do texto. Portanto, leiam por sua conta e risco.

 Tudo começou em meados de 2006 para 2007, quando eu não tinha nada de investimentos exceto uma Previdência Privada (PP) no Banco do Brasil a qual de tempos em tempos eu liquidava... e meses após abria outra. Um amigo meu que sempre considerei (e ele é) muito organizado, inteligente e cuidadoso com seu futuro financeiro me encontrou um dia e conversamos sobre DINHEIRO. Ele ia muito bem e eu "não tinha dívidas", mas também não tinha grana guardada nem para uma emergência... E minha educação financeira, como a de milhares de outras pessoas pelo que li nestes anos seguintes, começou com a dica dele de ler "Pai rico, pai pobre". 

 A leitura deste livro mudou minha cabeça completamente, me fez estudar e aprender inclusive (muito) sobre Opções de compra e venda. O mais importante foi fazer germinar a semente, a idéia de se poupar para a velhice e para uma vida mais tranquila, e principalmente a empreender para se ganhar dinheiro. Nenhum investimento é feito sem dinheiro, os aportes são mais importantes que os juros, tenham certeza disso. Os juros fazem a diferença quando a "bola de neve" é grande... Trabalhei muito para ganhar o que hoje ganho, os juros tiveram muito menos importância.

 Outro livro que adorei ler foi "O homem mais rico da Babilônia", tanto como leitura prazerosa quanto como educador financeiro. Vejo várias pessoas defenderem ou criticarem a idéia dos "10%" de economia mensal como fonte de se fazer riqueza, como cita o livro. Minha opinião: o livro está CORRETO!!! Melhor 10% de alguma coisa do que 100% de nada. E 100% de nada é a especialidade dos brasileiros em geral. Se você puder poupar 10%, tentará os 15%... por que não? E depois os 20%, pois viu que vive bem sem esse dinheiro e um dia a mágica acontece diante de seus olhos! Também é dito no livro para não se tornar uma pessoa miserável quando cita os gastos com sua esposa, subliminarmente te avisa que deve existir o equilíbrio entre ganhar, gastar, poupar e felicidade. Cada um que encontre o seu.

 Do outro lado, ouvi no Jornal Nacional semanas atrás que 50% dos inadimplentes brasileiros (no comércio) não pretendem pagar suas dívidas pois "não concordam com os juros a pagar". Hora bolas! Vão a merda, picaretas!! Quando compraram não se preocuparam com os juros ou o número de parcelas a pagar! Agora, a culpa é de quem vendeu? E para ajudar, temos um governo medíocre, corrupto e incompetente onde o ministro marionete da economia (Sr. Mantega linguinha de cobra) já deu mil desculpas para o PIB subsaariano do Brasil e continua a estimular a economia com CONSUMO INDISCRIMINADO para uma população analfabeta financeira e velhaca. 

 Uma hora, a roda gira para trás e atropela os "espertos". Montadoras de carros já estão desesperadas, indústria parada e com prejuízos, comerciantes com alto índice de inadimplência... e o governo petralha a fazer atos populistas usando a Petrobrás como banco do PT, acabou com os lucros das empresas de energia, quebrou a indústria do álcool e açúcar brasileira, explodiu a dívida interna, financia Cuba com bilhões de reais e nosso país vendo o retorno da inflação. Olhem ao redor... Venezuela, Cuba, Argentina, Bolívia, só O LIXO das américas e estamos aliados exatamente a estes lixos com governos populistas e pseudosocialistas.

 Como disse Margaret Thatcher:

1- “Tentar curar a doença britânica com socialismo era como tentar curar leucemia com sanguessugas."

2- "O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros."

 Desacreditei neste país faz tempo e isso me dói pois sei do nosso potencial. Mas de nada adianta uma Ferrari sem piloto! Ensinam aqui que ganhar o peixe é o melhor negócio... pescar para quê? A classe média brasileira que se mate e pesque por todos! Nunca seremos um grande país querendo dar "o pódio" a todos os atletas, mas SIM dando igualdade de treino, estudo e preparação para todos eles. E que o melhor vença! Isso se chama MERITOCRACIA, que se for aplicada na economia, na educação, no serviço público, na saúde, nas licitações, no judiciário, etc... aí sim teremos um país de verdade. Basta de socialismo e comunismo, basta de pensar "o que é meu, é meu e o que dele é meu também". Isso é um CÂNCER SOCIAL e vai destruir o Brasil uma hora.

 Por que falar de política? Simples: ela guia nossa economia e os resultados de nossos investimentos. Somei meus erros, risco político do mercado, a procura por mais tempo livre e por não mais querer correr os riscos desnecessários e optei por uma mudança na minha carteira - como vocês viram. Pretendo ter no mínimo 70% em renda fixa (que inclui minha PP) e o restante em FII, imóveis e ações. Talvez até elimine as ações, busco fluxo de caixa previsível. Sei o quanto posso poupar por mês, não preciso me arriscar para criar uma bola de neve que já tenho.

 Quero deixar para aqueles que querem ter uma vida financeira mais tranquila as mensagens mais importantes, na minha humilde opinião: 

1-Trabalhem e estudem muito enquanto é cedo e poupem junto, não importa se são 5 ou 50% todo os meses...  

2-Tenham uma casa própria, acredito nisso piamente e a vida e o tempo me provaram isso. E esta deve ser sua primeira meta.

3- Invistam em empreender, mesmo nesta bosta de país. Estudem, busquem idéias, atendam bem os clientes, sejam sempre honestos e justos com eles, tenham um pós-venda (que se aplica desde a venda de um carro até um serviço médico prestado) excepcional. Isso sempre te trará mais clientes e mais dinheiro.

4- Junte-se a pessoas melhores ou iguais a você, com os mesmos ideais e vontade de trabalhar. Nada de trabalhar com vagões, arrume outra locomotiva para ser sua parceira. Os dois podem puxar e mesmo dividir a carga.

5- Criar a bola de neve é a etapa mais importante, depois os juros compostos trabalham a seu favor e a bola vira uma avalanche. Por isso, os aportes são fundamentais como também não perder dinheiro em investimentos ruins ou arriscados demais. There is no free Lunch!

6- Nem sempre milionários tiveram uma edução (sequer) primária como fator responsável pela sua fortuna. Mas estudar não mata ninguém, não ocupa espaço e te protege de tomar tombos do governo, contadores, sócios pilantras e outros bichos escrotos. 

7- Proteja-se de si mesmo: se você é um péssimo poupador, coloque a aplicação no débito automático. 

8- Sucessso leva tempo, exceto para quem já nasceu rico - e pode morrer pobre ainda assim. Tenha calma, foque no ganho de renda e nos aportes, depois o tempo trabalha a seu favor. "Por maior que seja o talento ou o esforço, algumas coisas exigem tempo: não dá para produzir um bebê em um mês, engravidando nove mulheres."

9- Nunca confie no governo, seja ele qual for. Somente você é responsável pelo seu dinheiro e seus resultados financeiros. O governo sempre pode culpar a "crise externa" ou o banco central. Daqui um tempo, a culpa será das araras azuis e depois, do boto cor de rosa...

10- Independente de sua profissão, faça o seu melhor sempre. As pessoas ao redor notam e comentam isso, o que te trará melhores salários, cargos, oportunidades, resultados, mais clientes... mais dinheiro! Todos nós vendemos alguma coisa a alguém, sejam produtos ou serviços prestados. E isso todos os dias. Ninguém reclama de pagar por bons serviços ou produtos. Se você trabalha somente pelo dinheiro, tenho pena de você... ele é consequência de como você trabalha. Esta regra é melhor aplicada aos profissionais liberais e comerciantes, mas nada impede que um funcionário público aja assim e aliás, seria muito bom ter um serviço público de qualidade em nosso país.


"Cuidado com seus pensamentos, pois eles se tornam palavras. 
Cuidado com suas palavras, pois elas se tornam ações. 
Cuidado com suas ações, pois elas se tornam hábitos. 
Cuidado com seus hábitos, pois eles se tornam o seu caráter. 
E cuidado com o seu caráter, pois ele se torna o seu destino. 

O que nós pensamos, nos tornamos" (Margaret Thatcher)



"BETTER DEAD THAN RED"



9 comentários:

  1. Excelente post Metal, por coincidência acabei de indicar o livor Pai Rico, Pai Pobre a um primo meu que está iniciando nos investimentos. Pena que só li este livro depois dos 37, mas ainda há tempo, rs.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro UB,
      Eu li o livro em 2007 e tinha 35 anos. Nunca é tarde. O que todos devem enxergar é que a riqueza vem com nosso trabalho BEM FEITO, que nos trás DINHEIRO, que será INVESTIDO e o TEMPO e os JUROS fazem o restante. Hoje, procuro ganhar 100% do CDI ou pouco mais e sei que isso é difícil, apesar dos milhares de magos, livros e Blogs que te prometem fábulas e resultados acima da média. Acredito que mais importante que buscar rendimentos fantásticos em minha carteira é conseguir ganhos financeiros com meu trabalho que sejam fantásticos... e evitar perdas no dinheiro que já ganhei!

      Excluir
  2. Heavy Metal, não poderia eu ser tão eloquente para expor exatamente isso que penso.

    Parabéns, fostes perfeito. Uma lástima que nosso país ande descarrilhado nos trilhos da incomPTencia, da corrupção e dos aproveitadores. Infelizmente nosso povo é mantido na sombra da ignorância que o deixa numa inércia irritante, votando pelo continuísmo apenas pelos benefícios que serão um dia finitos do socialismo às custas de uma classe média oprimida.

    O futuro é sombrio e penso no que fizemos nós para merecermos ou para termos o castigo de duas candidatas a presidente tão despreparadas e tão incapazes como preveem as pesquisas.

    ResponderExcluir
  3. GM,
    Gostaria de estar falando mentiras, pois assim o país seria o contrário do que vejo.

    ResponderExcluir
  4. soulsurfer deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Reflexões de um metaleiro brasileiro e seus invest...":

    Up the irons, meu caro!
    a) É sempre bom ler a história de um empreendedor. Muitas colocações são pertinentes e acertadas na minha visão. Porém, acredito que dizer que o país não evoluiu nos últimos 30 anos não ser correto e contrastar com os dados objetivos;
    b) Índices relacionados a mortalidade infantil, fome extrema, etc melhoraram e muito no país. O nosso IDH que é muito ruim, nisso concordamos, aumentou muito nos últimos 30 anos. Isso apenas mostra quão ruim era o nosso país;
    c) Você tem razão no que toca à violência. Estamos voltando para índices de homicídio por 100.000 habitantes semelhantes à década de 80. É um problema sério e grave que vai minando o tecido social. Seria necessário um pacto supra-partidário e supra-federativo para enfrentarmos esse problema;
    d) A dívida interna está longe de explodir colega. Hoje a dívida líquida do Brasil é em torno de 35%, muito inferior à média das últimas décadas. Nossa dívida bruta está em 58%, inferior a média. Porém, se continuarmos com essa política fiscal expansionista é possível que possamos aumentar nosso endividamento bruto para patamares perigosos, mas a situação, se o próximo governo resolver agir, não é tão desesperador;
    e) Concordo que a lógica do Brasil deve ser invertida. Não pode ser o desejo da esmagadora maioria passar num concurso público, isso está errado. Quem gera riqueza são os empreendedores, e isso deveria ser estimulado. Não quer dizer que servidores públicos não sejam importantes para um país (em qualquer lugar eles são, inclusive nos EUA), o que não pode acontecer é realmente se dar todos os incentivos para as pessoas serem servidoras. Quem aumentou os salários foi o STF, na verdade não aumentou, ele mandou um proposta de aumento. Quem vota isso é o congresso nacional. Concordo que não é nada correto aumentar salários já altos em 22% com todo um efeito cascata no Judiciário. E não é só isso, quando juízes conseguem aumento, delegados querem mais aumento, fiscais, analistas do TCU, BACEN, etc.
    Porém, apesar disso tudo, poucas pessoas sabem mais os gastos do governo federal com pessoal na verdade caíram nos últimos 3/4 anos de uns 23/24% do orçamento federal para uns 22% do orçamento federal. O problema no Brasil não é o gasto com os servidores, mas sim a distribuição nesses gastos. Enquanto um juiz federal entra ganhando 22k bruto, não há uma carreira médica federal ou um professor de educação básica ganha os seus 1,5/2k. Isso está errado e não sei como se pode atacar esse problema, mas um dia terá que ser resolvido.

    É isso colega, abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro SS,
      Obrigado pela visita e vou responder com dados, com fatos, não com o que penso. Como diria Jack, o estripador, "vamos por partes"...

      A) Nunca disse que o país não evoluiu nos últimos 30 anos, mas sim que o PT FUDEU o país nos últimos 12 anos é fato! Surfaram (e muito mal) na onda do plano real já estabelecida por FHC e do boom mundial no pseudo-governo Lula (o MULA)... mas após tanta incomPTência, corrupção, desvio de verbas públicas, quebrarem e surrupiaream a Petrobrás, obras inacabadas e superfaturadas, má gestão, falta de meritocracia e de pessoas competentes comandando o Brasil a fatura está chegando agora. Retrocedemos sim como cultura, como economia, como povo, como educação. O povão em geral hoje é criado na "ração", na esmola fácil das bolsas sem critério ou tempo para acabarem tais benefícios - que deveriam ter um prazo real para isso. Ensine um Leão a comer somente o que lhe é dado na boca e ele morrerá de fome se for solto na Savana.

      B) Perdemos para "grandes nações" como Sérvia, Jordânia, Azerbaijão e Venezuela no IDH mais recente. E não tivemos avanço na educação - por quê será??? "Na 79ª posição no ranking internacional de desenvolvimento humano em 2013, o Brasil registraria posição pior se a desigualdade social fosse incluída no cálculo. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o país perde 16 colocações com o ajuste do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) pela desigualdade. De acordo com o Pnud, o IDH do país cairia 27%, de 0,744 para 0,542 por esse critério, fazendo o Brasil passar para a 95ª colocação no ranking global, que tem 187 países. Divulgado hoje (24), o IDH ajustado pela desigualdade social segue os mesmos parâmetros do IDH tradicional, mas desconta a desigualdade na renda, na educação e na expectativa de vida da população" (fonte: http://www.ebc.com.br/noticias/brasil/2014/07/idh-do-brasil-cairia-16-posicoes-com-calculo-de-desigualdade). Claro que temos subido posições, mas ela ainda é uma VERGONHA para quem grita aos quatro cantos que agora somos um país de uma enorme classe média, que tudo está maravilhoso... E o IPEA (comandado por outro petralha muito burro) inclui favelados e trabalhores informais como "nova classe média". Você realmente acredita que "32 milhões de pessoas entre 2004 e 2010 ascenderam a categoria de classes médias (A,B e C) e 19,3 milhões sairam da pobreza" (fonte petralha, na qual não confio e uma só palavra: http://www.sae.gov.br/novaclassemedia/?page_id=58). Não, isso é uma enorme mentira e simplesmente impossível para um governo que vive de PROPAGANDA ENGANOSA. Mentiras compram votos, mas não transformam o mundo real.

      (CONTINUA ABAIXO)

      Excluir
    2. C) Os maiores e piores exemplos para os crimonosos vem de CIMA: se Lula pode, se Dilma pode, se políticos podem mentir, roubar, matar, corromper, enganar e ainda tem foro privilegiado, eu também posso! O líder não pede que o ensinem como ser exemplar: ELE É O EXEMPLO. Dilma era presidente do Conselho de Administração da Petrobrás, assinou a compra de Pasadena e NÃO será resposabilizada!!! Meu Deus, mais de 1 bilhão de dólares jogados no ralo e vai ficar por isso mesmo. Quem rouba e desperdiça dinheiro público puxa o gatilho junto com o traficante, para mim são assassinos de multidões pois tem o poder de colocar em risco a vida de milhares de pessoas de uma vez só com seus atos.

      D) Nossa dívida interna: Em 2014 - 2,32 trilhões de reais / PIB de 2013 - 4,8 trilhões de reais = 48% do PIB.
      Em 2013 - 2,12 trilhões de reais
      Em 2010 - 1.63 trilhões de reais
      Em 2002 - 640 bilhões de reais
      Em 1999 - 400 bilhões de reais
      Em 1995 - 60 bilhões (juros estavam nas alturas)
      E que fique bem claro que segundo fonte do próprio banco central, dados do dia 22 de Agosto de 2014, nossa atual DÍVIDA EXTERNA (aquela que Lula disse que acabou... essa mesmo!) "III - Dívida externa - A posição da dívida externa bruta estimada para julho totalizou US$328,4 bilhões, acréscimo de US$8,3 bilhões em relação ao montante apurado para março de 2014. A dívida externa estimada de longo prazo atingiu US$287,7 bilhões, elevação de US$5,6 bilhões, enquanto o estoque de curto prazo totalizou US$40,8 bilhões, acréscimo de US$2,7 bilhões em relação ao apurado na posição do primeiro trimestre de 2014." (fonte: http://www.bcb.gov.br/?ECOIMPEXT). Em resumo: 2,32 tri + 328 Bi = 2.648.000.000.000,00 reais, isso dá um total de 55,16% do PIB de 2013 (não sei o de 2014, mas pelo visto vai ser uma porcaria). Me atenho a fatos e dados com fontes confiáveis, os números estão aí. 55% é muito, meu amigo... A dívida interna com o PT explodiu e graças a Deus não está pior pois, por um tempo, o PIB brasileiro também cresceu. Uma hora a conta chega... é matematicamente impossível dar certo a soma de gastos públicos descontrolados, inflação subindo, má gestão governamental, corrupção galopante, populismo, máquina pública inchada e governar na base da propaganda.

      E) Sou a favor sim de funcionalismo público, desde que seja EFICIENTE. É um tapa na cara um professor ganhar 1.500,00 reais e em Brasília um ascensorista ganha 15.000,00 reais... Um juiz estadual ganhar 22.000,00 reais fora as gratificações. Nada contra quem ganha bem, mas pagam salários de merda aos professores, médicos, enfermeiros, garis, policiais (cargos mais baixos) e depois querem SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA e RUAS LIMPAS!

      Excluir
    3. Colega,
      B) Eu concordo contigo. Há um índice que mede desigualdade que se chama GINI, e o GINI brasileiro melhorou muito nos últimos 20 anos, principalmente no governo do PT. Eu acho que precisa haver alternância de poder, acho que o governo da Dilma foi péssimo, mas houve avanços em várias áreas no Brasil, inclusive com o governo do PT. Pode ter sido pura sorte e surfado na alta das commodities. É possível, mas o fato objetivo é que o país melhorou. Precisamos realmente fazer reformas e reconhecer diversos erros para continuarmos melhorando, mas precisamos levar em fato o que o Brasil era e o que Brasil é hoje;

      c) Eu concordo. Porém, tivemos o julgamento do mensalão. Pessoas poderosas do PT foram condenadas, inclusive por ministros apontados pelo próprio PT. Isso foi meio único na história do Brasil. Na época do FHC, eu sei pois já tive prova corrigida por ele, o Procurador-Geral da República era conhecido como engavetador-geral, é patente que hoje em dia tanto a PF como o MPF possuem muito mais independência na atuação. Esperemos que isso continue e melhore para os próximos anos;

      d) Colega, o Brasil é credor líquido em dólares. Você está correto, e essa é a nossa dívida Bruta. Porém, você esqueceu de somar aí os 380Bi de reservas internacionais (que estão investidos prioritariamente em BONDs americanos) e as quantias que o Tesouro é credor. Se somado tudo, a nossa dívida líquida é 35% do PIB.
      Se você falasse da taxa implícita de juros da dívida líquida aí sim eu teria que concordar que ela é alta e atualmente é igual a 2001, em 17% se não me engano.

      e) Concordamos.

      Abraço!

      Excluir
  5. Excelente post HM, concordo com cada um dos 10 pontos, sem exceção.

    Soulsurfer, eu entendo sua opinião, mas cara, índice de desigualdade? O melhor índice de desigualdade é o que vemos nas ruas com o aumento da violência, queda na qualidade do ensino e de TODOS os serviços públicos (segurança, saúde, educação, transportes, etc).

    Quando você diz que melhorou, pode até ter melhorado em alguns aspectos, mas qual a comparação com outros países, avançamos mais ou menos que nossos pares? e a comparação da "melhora" atual com o que potencialmente poderia ter melhorado?

    Para mim não vejo melhora no contexto geral. Eu posso dizer que estou 1000 vezes melhor que há 12 anos, mas o contexto que me cerca piorou em muito.

    Abraços

    ResponderExcluir

Conto com a boa educação e colaboração de todos!

Comentários ofensivos ou comunistas / socialistas / petistas - entre outras merdas - não serão publicados.